MENU

Ensaio de Pré Wedding na Serra da Arrábida

Ontem foi dia de mais uma aventura fotografica, encontramos no brejos de Azeitão e seguimos em direcção a Serra da Arrábida. E lá fomos nós começo a trocar umas ideias com o casal Carla e Rui, começo a perguntar se alinham em ir a água 🙂

Primeira paragem o edifício abandonado , o Palácio da Comenda entramos por um buraco na rede e começamos a explorar, apesar de estar bastante degrado e com algumas visitas, um pouco esquisitas fiz algumas imagens com aquelas janelas estragadas e por onde se via  o mar da Arrábida.

De seguida descemos do palácio e fomos a pequena praia, que têm um ponte em ferro, para começar a prepara o casal para o que estava por vir.

Entramos no carro começa-mos a explorar a serra e meter a conversa em dia,  falamos desde dos preparativos para o grande dia até a lua de mel.  A conversa ía fluindo, quando passamos por uns canhões do tempo da guerra e claro aproveitamos para fazer umas imagens com os canhões e Troía como pano de fundo.  Mas o grande momento ainda estava para vir, direitos ao Portinho da Arrábida, avistamos uma raposa na berma da estrada parecia um cão deitada na areia e nem fugia com presença humana. Encosta-mos o carro e o noivo Rui aproveitou para fazer uma fotografia com telemóvel.  E lá fomos nós pela estrada fora,  deixamos o carro o mais perto possível do local que íamos fotografar e começou a caminhada pela praia… O mais estranho é que em pleno verão a praia estava deserta, até parecia um praia privada, deu para usar e explorar tudo o que nós quisemos.

Comecei por uma barraquinha de madeira, para fazer umas fotos diferentes  a nível de luz, depois usei os chapéus de palha. E o pior estava para vir 🙂 toca de entrar no mar as 20:00 da noite e começar a fazer aquelas fotos que um dia mais tarde vão contar as memórias do casal .

Claro que não disse logo vamos entrar na água, as coisas têm que ser com calma, até para o casal se habituar a mim e estarem a vontade, afinal eu  sou estou lá para registar esses pequenos grandes momentos.

Pedi para se sentarem a beira mar, com os pezinhos na água depois começa-mos a entrar naquele mar com água translúcida e começou a brincadeira, como podem ver nas imagens seguintes.

Momentos expontâneos de cumplicidade e alegria do casal.

Gostava de ter fotografias reais expontâneas, então arrisque fazer uma sessão?

Até quando vai deixar de guardar a sua história

Comments
Add Your Comment

CLOSE
Translate »