A arte que encantou o mundo

A capoeira surgiu há 20 anos em Portugal, introduzida por brasileiros.

A capoeira surgiu no Brasil, na época colonial, quando ainda existia a escravidão. Como os escravos não podiam lutar para não se aleijarem, pois valiam menos dinheiro e eram penalizados por causa disso. Provavelmente, iriam para o tronco levar chibatas tiveram que desenvolver uma luta, disfarçada de dança. Muitas são as definições dadas a capoeira, palavra que significa ”mato ralo”  ou “mato que foi cortado” na linguagem dos índios tu-pi-guarani. Mas a capoeira nem sempre foi legal, pois no ano 1890 ano em que D. João VI foi para Brasil decretou a proibição por lei no primeiro código penal, cap, XII, artigo402, onde se dizia quequem fosse apanhado a praticar capoeira levava 300 chibatas o que em muitos casos era mortal, e ainda eram enviados por 3 meses para trabalhos forçados no dique da ilha das Cobras, ou na estrada da Tijuca.

Naquela época, a capoeira era usada por     que se juntavam em grupos conhecidos por “Maltas”. Na década de 30, revogada pela lei que proibia a pratica da capoeira, abriu-se em salvador da Bahia. A primeira academia, que secaracterizava pelo estilo regional desenvolvida pelo mestre Bimba (Manuel dos Reis Machado). O seu método consistia nos métodos militares, exercícios físicos, disciplina rígida e as emboscadas na mata presentes no seu curso de capoeira eram práticas tipicamente militares Mestre Bimba, para divulgar a capoeira regional, começou a realizar inúmeras apresentações pelo Brasil. A maior parte das personalidades da vida social e política da Bahia foram alunos de mestre Bimba. Através de algumas delas, Bimba levou a “capoeira” até ao palácio do governo em 1953. Assim ganhou respeito e admiração da autoridade máxima do estado e abriu caminho para uma demonstração para o Presidente da Republica, Getúlio Vargas.

Esta apresentação ao Presidente Vargas foi fundamental para evolução da cultura africana no Brasil. Getúlio legalizou a capoeira e reconheceu a mesma como a lutanacional brasileira.

A segunda academia foi a de mestre Pastinha (Vicente Joaquim Ferreira Pastinha)

Fundada em 1941 no largo do Pelourinho. Nela era praticado o estilo tradicional e para o diferenciar do regional, o mestre chamou de capoeira de Angola. Pastinha era uma pessoa gentil e afável; transformou a sua academia num ponto frequentado por grandes angoleiros e por artistas como Carybé e Jorge Amado. Assim mestre Pastinha consegui o preservar a capoeira-mãe, que é a base da regional.

Nas duas academias, havia critériosa serem seguidos, a disciplina era fundamental. E não era qualquer pessoa que podia treinar. Os desocupados não tinham lugar, só eram aceitos nas academias trabalhadores e estudantes. Depois de surgirem estas academias abriram varias pelo país.

São utilizados instrumentosberimbau, um instrumento de cordaformado por um fio de arame de aço que dá a forma de arco e queentrega uma cabaça, que servede ressonância. É tocado com uma pequena vareta no arame .

O atabaqueque marca o ritmo do jogo, uma espécie de tambor, feito de madeiracom um pedaço de couro de boi bem esticado no cimo, onde se toca.

O pandeiro, uma espécie de pandeireta, feita com o couro de cabra e madeira.

O caxixi instrumento em forma de pequeno cesto de vima, usado como chocalho pelo tocador de berimbau. O reco-reco, instrumento feito a partir de uma cana de bambu com varias ranhuras, friccionadas por um pau.

E o agogô uma pequena alça de metal com dois cones metálicos de tamanho diferentes, um em cada ponta .

Nos dias actuais a capoeira vai perdendo o estereotipo de marginal e ganhacada vez mais o devido valor, trabalhando o corpo e a mente, a capoeira evidencia-se como filosofia, desporto, lazer, musicalidade, arte e muitos outros. A sua ascensão é tão grande que com o passar dos dias, adquire mais adeptos, sejam mulheres, homens ou crianças dentro e, principalmente, fora do Brasil.