MENU

Baptizado na margem Sul da Sofia

Como já é habitual gosto de começar os meus clientes pessoalmente e ter uma reunião cara a cara, depois oiço o que o casal fala-me quais as preocupações deles e só depois sugiro algumas ideias e quando me perguntam dou algumas dicas.

Ok, diz me você caro leitor. Mas nós dias de hoje um cada vez mais as pessoas têm menos tempo, gosto de frisar de que eu tenho que conhecer o casal e trocar algumas ideias, só assim as coisas vão correr bem.

Ainda me lembro do dia da reunião um final de tarde cheio de calor na margem, e a pequena Sofia o colo do Pai cheia de vergonha, afinal eu era um estranho.

No dia de baptizado fui o primeiro a chegar a casa da Sofia, ela toda contente e alegre até parecia que eu era da família. Mostrou me o quarto, as bonecas o vestido e lá fomos conversando, passado um tempo ela sentou-se ao orgão e começou a tocar e a cantar.  De um momento para o outro eu virei família.  A pequena Sofia com uma paciência gigante lá ia me deixando eu registar pequenos momentos do seu grande dia.

Aos poucos começou a chegar os avós e a Sofia ía receber os convidados, era sempre ela que ía abrir a porta e dava sempre dois beijinhos.

Quando chegou o momento da pequena vestir o vestido de Baptizado, pedi para a Sofia se vestir no quarto dos Pais, porque tinha uma luz mais bonita. Claro que a Sofia aproveitou para dar uns pulos em cima da cama, mas a mãe chamou atenção para ela não pular em cima da cama. E quem me conhece, já sabe o que aconteceu de seguida, pedi a mãe para deixar a Sofia pular em cima da cama, porque ía dar umas imagens divertidas e engraçadas. Naquele momento virei o melhor amigo da Sofia, ela saltou para cima da cama e começou a pular, registei momentos de felicidade e alegria expôntaneos daqueles que muitas vezes vemos, mas não temos registados.  Depois dos pulos veio a missão de vestir o vestido, as madrinhas começaram a vestir a pequena Sofia, o engraçado foi, quando foi altura de fazer o laço, gerou grandes gargalhadas.

De seguida fomos para Igreja da Amora, o Padre da Igreja, na minha humilde opinião quando era pequeno devia quer ser cantor. O Padre cantava os convidados sorriam e o Padre até disse, quando vocês já estiverem bêbados na festa cantem a música X. Depois das assinaturas a Sofia, olhou para mim e disse olha tu vais a minha festa?  A inocência das crianças, como quem diz mas agora vais andar o dia tudo atrás de mim!  Por ela eu já tinha feito o meu trabalho e podia ir para casa, claro que ela não sabia que muitas mais aventuras estavam para vir.

Fomos para uma Quinta na Costa da Caparica, rodeado de natureza, tranquila, onde  houve pinturas, faciais e muitas brincadeiras.

Enquanto os convidados se refrescavam e metiam a conversa em dia, comecei logo a registar os pormenores do bolo e da decoração.

 

Entretanto fiz algumas fotografias da Sofia com a família e de ela a brincar com os amigos.

Os convidados começam a entrara na sala para o almoço e eu  a  preparar as coisas para ir ao laboratório imprimir as provas.

O dia correu tranquilo, as pessoas falaram trocaram ideias as crianças fizeram jogos, eu só tinha que estar atento e registar tudo.

Depois no corto do bolo, a Sofia foi entregar pessoalmente um brinde com nome dela.

Como já é habitual, eu não coloco imagens de crianças nos post, ficando assim só as imagens dos pormenores do vestido, sapatos e vela.

E você gostava de ter a sua história registada assim?

Comments
Add Your Comment

CLOSE
Translate »